As empresas e o seu papel na inclusão e no desenvolvimento profissional dos jovens no mercado de trabalho

Dialogus Consultoria • 09 jan 2018

Observa-se no Brasil uma população jovem despreparada para enfrentar o mundo corporativo. Isso é comprovado ao analisar a qualidade de ensino de algumas escolas do país, onde não há um cuidado em preparar o aluno para experiências profissionais.

Em consequência disso, foi criada a lei 10.097/2000, chamada Lei da Aprendizagem, que determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um certo número  de aprendizes equivalente a 5% até 15% do total de funcionários. Essa Lei tem como objetivo capacitar os jovens em relação ao mercado de trabalho e a aprendizagem.

No Ceará uma alternativa para enfrentar esta problemática é as Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP), um programa do Governo do estado que qualifica jovens do Ensino Médio, por meio de diversos cursos técnicos, que podem variar nas áreas da saúde, negócios e humanas, durante os três anos que esses permanecem nas escolas. E no último semestre os alunos aplicam na prática os conhecimentos adquiridos na sua formação e cabe às empresas parceiras contribuir para o crescimento profissional desses jovens promovendo atividades que estimulem seu desenvolvimento profissional.

As empresas também lucram com essa inclusão de jovens, pois ao oferecer uma vaga para o primeiro emprego dessas pessoas elas passam a atuar conforme a cultura da empresa, respeitando seus valores e aumentando sua produtividade. As organizações que oferecem vagas para jovens aprendizes também ganham com um diferencial, porque com isso estão colaborando com a responsabilidade social ao desenvolver profissionalmente jovens da comunidade em que a empresa está inserida.

Dessa forma, é de suma importância que as empresas, escolas e os alunos trabalhem em conjunto para que haja uma formação de qualidade e um preparo adequado para que os jovens possam enfrentar o mercado de trabalho.

Diante disso, a Dialogus Consultoria tornou-se parceira do programa de estágio das EEEP’s, recebendo em agosto um estudante do curso de Administração da Escola Joaquim Moreira de Sousa que realizou trabalhos, durante o segundo semestre de 2017, na área de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa, colaborando, assim, para o seu desenvolvimento profissional e conhecimento nas áreas de Sustentabilidade, Responsabilidade Social e nas atividades rotineiras de uma empresa.

Willamy Matos – Estudante de Administração, participante do Jovem Aprendiz.

1 Comentário

Uma resposta para “As empresas e o seu papel na inclusão e no desenvolvimento profissional dos jovens no mercado de trabalho”

  1. Como professora, fico orgulhosa de ver como meu aluno se tornou um profissional comprometido e responsável, com muito conhecimento agora para compartilhar com outros que chegarão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

Torne sua organização socialmente responsável. Entre em contato conosco e prontamente responderemos!